Existem diversas opções para se chegar a Machu Picchu, e isso envolve alguma paciência e logística, mas vale cada segundo de empenho. E se o caminho é longo, alguns viajantes já aproveitam para inserir outros destinos no roteiro, como Lima, Cusco ou as várias pequenas cidades do Vale Sagrado.

Seguro viagem geral 300x250

Não há aeroporto em Machu Picchu, por razões óbvias, incluindo a geografia, e nem sequer voos diretos do Brasil para Cusco, que é a cidade mais próxima com aeroporto.

Mas não se preocupe, abaixo você encontrará várias dicas que facilitarão sua viagem até a Cidade Perdida dos Incas. Seja de avião, ônibus, trem ou mesmo caminhando, sua passagem por lá será inesquecível!

VEJA TAMBÉM – DICAS DE HOTÉIS EM MACHU PICHU

Como ir de Lima a Cusco

A primeira possibilidade é a mais cômoda: desembarcar em Lima depois de viajar 5h a partir de São Paulo e de lá fazer uma conexão direta para Cusco. Nesse voo você chegará na antiga capital inca em apenas 1h15.

A segunda possibilidade é fazer o mesmo trajeto entre as Lima e Cusco de ônibus. Essa opção é mais em conta, mas são 1100 Km e leva cerca de 22h para fazer o percurso, e isso ser bem desgastante e não tão confortável assim, ainda mais depois de passar 5 horas no avião.

Saiba como chegar em Machu Picchu

Caso opte por ir de ônibus de Lima a Cusco, recomendamos ficar os dois ou três primeiros dias aproveitando para conhecer Lima. A capital do Peru oferece várias atrações como sítios arqueológicos, museus, restaurantes conceituados, um centro histórico incrível, baladas e muito mais.

Depois de descansar da viagem de avião, siga para Cusco. As companhias que fazem o trajeto de Lima a Cusco de ônibus são a Cruz del Sur, Oltursa, Movil Tours e a Tepsa. Pesquise os valores, os serviços que cada empresa oferece e defina qual a melhor para você.

LEIA MAIS – MACHU PICCHU, A CIDADE PERDIDA DOS INCAS

De Cusco a Machu Picchu

Essa etapa da viagem pode ser realizada de três formas. A primeira consiste em pegar um trem da PeruRail ou Belmond Hiram Bingham em Cusco até a cidade de Águas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu.

A maioria das pessoas que visitam Machu Picchu preferem utilizar o trem que parte de Cusco. A empresa IncaRail oferece quatro níveis diferentes de serviço – com preços distintos, é claro –, e a viagem leva cerca de 3 horas. O caminho que percorre o Rio Urubamba e a Cordilheira dos Andes é inestimável.

Saiba como chegar em Machu Picchu

Você também pode escolher ir de vân ou ônibus de Cusco até Ollantaytambo, situada a cerca de 96 km de distância. Essa vila inca é um destino fantástico pertencente ao Vale Sagrado e nela fica a Fortaleza de Ollantaytambo. De lá, você poderá usar o IncaRail e ir para Águas Calientes em menos de 2 horas.

A terceira opção é andar – e muito. Essa é a forma mais econômica, mas a mais “puxada” também. Você poderá pegar um taxi ou tuk-tuk em Ollantaytambo e ir até o km 82, em Piscacucho. A partir desse vilarejo precisará de fôlego para fazer 8 horas de caminhada até Aguas Calientes.

Rotas alternativas até Machu Picchu

Outra trilha que vem sendo feita é a da “Hidrelétrica”. Dá para pegar uma van de Cusco até a Hidrelétrica, e o trajeto dura 6 horas. É pura emoção, já que as vans passam por caminhos tortuosos e curvas à beira de penhascos. Ao chegar ao local, você terá que andar mais 3 horas pelos trilhos do trem até Águas Calientes.

Seguro viagem geral 300x250

Há sempre uma alternativa bem mais aventureira, e nesse caso estamos falando da famosa Trilha Inca, que parte do Vale Sagrado do Rio Urubamba. Adivinhe onde o final dela dará? Em Machu Picchu, chegando pela entrada ancestral, a Puerta del Sol. Um cenário deslumbrante.

Essa é uma das mais famosas rotas de trekking de todo o mundo e compreende 42 km de paisagens surpreendentes, que podem ser percorridos de 2 a 4 dias, a depender a sua vontade para caminhar, tempo e condicionamento físico.

VEJA MAIS – CUSCO, A ANTIGA CAPITAL DO IMPÉRIO INCA

Sobre a Trilha Inca

Essa tilha é um antigo trecho de uma gigantesca estrada construída pelos incas, chamada Qhapaq Ñan, o “Grande Caminho Inca”, que com mais de 30 mil km de extensão e passa por Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina e Chile.

Na região de Machu Picchu, a estrada atravessa as montanhas permeadas pelo Rio Urubamba e dará exatamente na Porta do Sol. Só que para fazer a trilha é necessário fazer reserva antecipada e estar ao menos com mais um acompanhante.

A trilha está aberta todos os meses do ano, exceto em fevereiro, embora esteja sujeita a interdições como resultado do clima e de inundações. Com guias, barracas e alimentação você poderá desembolsar até R$ 2000.

Saiba como chegar em Machu Picchu

Uma boa dica para se acostumar com a altitude e não ter problemas durante a trilha é passar pelo menos 2 dias em Cusco, para acostumar o corpo ao “novo nível” de oxigênio. Também é bom se atentar à temporada.

A estação de seca no Peru começa em maio e dura até setembro, sendo essa a época mais movimentada na Trilha Inca. Isso por que é mais seguro “cortar” os Andes até Machu Picchu nesse período, sem contar que é bem melhor para observar a deslumbrante paisagem ao seu redor.

Viu como é fácil chegar até Machu Picchu?

Gostou de conhecer as várias alternativas de caminhos e transportes que existem para chegar até Machu Picchu? De posse dessas informações, planeje sua viagem e aproveite tudo o que o Peru oferece para quem vai visitá-lo.

Qualquer dúvida que tiver, deixe nos comentários abaixo que logo responderemos. Também compartilhe em suas redes sociais este artigo e ajude mais pessoas a saber que é muito fácil chegar até a Cidade Perdida dos Incas. Até mais!


Seguro ViagemReal Seguro

Hospedagem Booking

Passagem Aérea – Passagens Promo