Aguas Calientes é o vilarejo mais próximo de Machu Picchu. Ela literalmente fica aos pés da montanha que abriga o santuário e serve como base para muitos viajantes que vão conhecer a mais celebrada construção feita pelos Incas.

Seguro viagem america do sul 300x250

Na cidadela há várias fontes termais, por isso o nome Aguas Calientes, embora também seja conhecida como Machu Picchu Pueblo.

Ali você não encontrará táxis para ir até o hotel, pois não é necessário. A cidade é bem pequena, e o mais interessante é explorá-la a pé.

VEJA TAMBÉMMACHU PICCHU, A CIDADE PERDIDA DOS INCAS

Um pouco de história

O vilarejo começou a ser habitado no início do século XX, quando construíram, aos pés das montanhas do Vale do Urubamba, uma ferrovia que partia de Ollantaytambo até a região onde hoje está localizada Aguas Calientes.

Por ser um ponto estratégico para quem deseja subir até o Santuário de Machu Picchu, com o passar do tempo construíram em Aguas Calientes toda uma estrutura necessária de hotéis, restaurantes, bares e lojas para receber os viajantes que chegam do mundo todo.

Águas Calientes a cidade base para visitar Machu Picchu

Córregos silenciosos se transformaram em praças e, aparentemente, cada centímetro quadrado da encosta onde está localizada a cidade transformou-se em lojas, hotéis, bares ou restaurantes. Hoje, mais de 1.500 turistas chegam de trem todos os dias ao povoado que sobrevive quase que exclusivamente do turismo.

O que fazer em Aguas Calientes

Antes de mais nada, é importante saber que essa é uma cidade que divide opiniões. Muitos adoram o local e outros afirmam que não há nada a se fazer por lá. Nós do Soy América gostamos muito e ficamos duas noites e dois dias inteiros por lá para conhecer bem o local.

Se você pedisse uma sugestão, recomendaríamos ficar ao menos uma noite nessa cidade, pois assim você poderá aproveitar para caminhar por suas ruas, vivenciar o clima mágico da cidade e conhecer um mínimo do dia a dia dos moradores.

Mas afinal, o que há para fazer em Aguas Calientes? Veja abaixo as dicas de lugares que consideramos valer a pena conhecer por lá.

Praça Manco Capac

A Praça Manco Capac é o coração da cidade e recomendamos começar seu passeio por Aguas Calientes a partir dela. No seu entorno você encontrará vários restaurantes, lojas, bares e o Centro Cultural Machu Picchu onde é possível comprar os ingressos de entrada para o Santuário.

Águas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu

A partir da Praça Manco Capac, você pode seguir para duas avenidas nas quais estão concentradas grande parte do comércio local, a Pachacutec e a Hermanos Ayar. Nelas você encontra casas de câmbio, joalherias, livrarias, galerias de arte, restaurantes, pizzarias, cafeterias e bares para todos os perfis de viajantes.

VEJA MAISCUSCO, A ANTIGA CAPITAL DO IMPÉRIO INCA

Baños Termales

Essa é, de longe, a atividade mais popular no vilarejo. Muitos viajantes, depois de visitar o Santuário de Machu Picchu, aproveitam para relaxar os músculos nas fontes termais que se situam a 15 minutos de caminhada pela Av. Pachacutec a partir da praça Manco Capac.

Águas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu

Os moradores afirmam que os Baños Termales possuem propriedades medicinais e são bons para quem sofre de problemas musculares, pressão arterial e estresse. O horário de funcionamento é das 5h até as 20 h e o valor da entrada é R$ 10 reais. Recomendamos levar a sua própria toalha.

Museu Manuel Chavez Ballon

Há alguns minutos de Aguas Calientes, está o Museu Manuel Chavez Ballon. Acredite, é um museu moderno, bem curado e interessante. Pode ser um pouco pequeno, mas compartilha informações sobre Machu Picchu que ajudam o viajante entender melhor as ruínas.

Águas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu

Nele você encontra diversos artefatos pré-colombianos fabricados pelos povos que habitaram a região do Vale Segrado dos Incas. Outro ponto interessante são as plataformas multimídias que explicam como os Incas desenvolveram uma complexa engenharia voltada para construções em montanhas.

Mercado de Artesanias

Se você gosta de comprar artesanatos e souvenires produzidos pela populações dos destinos que viaja, é bem provável que em Aguas Calientes você se sinta no paraíso. Isso porque bem próximo à estação ferroviária fica o Mercado de Artesanias.

Nele você encontra uma variedade imensa de produtos, tais como gorros peruanos, xales, tabuleiros de xadrez com temática inca, porcelanato, tecidos variados, tapeçarias produzidas na região de Puno e muito mais.

Águas Calientes a cidade base para visitar Machu Picchu

Importante saber que os valores praticados ali geralmente são mais altos do que em Cusco, até porque a população local depende do dinheiro do turismo para viver. Mas se você não está viajando com muito dinheiro, recomendamos comprar seus souvenires em Cusco e não em Aguas Calientes.

Micro-ônibus para o santuário

Uma dica importante: no dia escolhido para “subir” até Machu Picchu, acorde cedo, tome um café reforçado e se dirija ao local de onde partem os micro-ônibus que levam até o santuário.

Seguro viagem america do sul 300x250

O trajeto de Aguas Caliente até Machu Picchu leva mais ou menos 20 minutos e começa bem cedo, por volta das 05h30.

Se quiser ser um dos primeiros a entrar no santuário logo ao amanhecer, recomendamos chegar no local de partida dos ônibus por volta das 3h da manhã. Isso mesmo, bem cedo.

O vai e vem dos micro-ônibus dura o dia todo, já que tem quem prefira ir após o almoço para aproveitar a tarde toda até a hora que o santuário fecha, as 18h.

Os micro-ônibus saem do centro, próximo ao mercado de artesanato e custam aproximadamente R$ 40 reais.

LEIA TAMBÉMSEGURO VIAGEM, ENTENDA A IMPORTÂNCIA DE FAZER O SEU

Outras dicas

Importante saber que a contratação de guia é recomendável, até porque Machu Picchu é feita de “detalhes”, e você terá a possibilidade de saber desses detalhes por alguém que conhece bem a história do Santuário. Geralmente o valor pago aos guias é de R$ 50 reais.

Em sua mochila, leve artigos de higiene pessoal, filtro solar, alimentos leves como barra de cereal e frutas, água (especialmente se for subir a Wayna Picchu). Quanto aos lanches na mochila, é proibido se alimentar dentro de Machu Picchu, mas você pode sair e comer na entrada do Parque.

Ah, e lá no local as coisas podem ser um tanto superfaturadas: uma garrafa de água pode custar quase R$ 10,00 e uma latinha de cerveja aproximadamente R$ 15,00. Precisa usar o banheiro? Esteja preparado para desembolsar R$ 1,00. Já no Snack Bar, ao lado da portaria de Machu Picchu, um simples lanche pode sair até por R$ 30 reais.

A magia de Aguas Calientes

Aguas Calientes é um daqueles lugares no mundo onde expectativas e emoções pairam no ar, sejam daqueles que chegaram para subir até o Santuário de Machu Picchu, ou de quem já o visitou. Isso torna a cidade um local mágico, embora há quem não reconheça isso e diga o contrário.

Águas Calientes a cidade base para visitar Machu Picchu

Conheço pessoas que passaram por Aguas Calientes e dizem que não viram nada de mais por lá, somente um local para se hospedar antes de subir para Machu Picchu. Mas para nós, foi sim muito especial conhecê-la.

Seguro viagem america do sul 300x250

Beber um vinho a noite na Praça Manco Capac, caminhar tranquilamente por suas ruas estreitas, observar as crianças brincando no pequeno campo de futebol da cidade e vivenciar o clima do local é indescritível.

Tanto que nos lembraremos dos momentos que passamos ali até o final dos nossos dias. Deixe-se apaixonar por essa cidade mágica que, para nós, não é somente Aguas Calientes, a cidade base para visitar Machu Picchu.

Ali é local onde, para muitas pessoas, o sonho de uma vida começa a se realizar. Não é a toa que ela é mágica!