Um ponto turístico pouco conhecido pelos amantes de turismo arqueológico, mas que pode agregar muitos conhecimentos sobre a história da civilização Maia, é Xunantunich. Este sítio está localizado no Distrito de Cayo, em Belize, a algumas horas da divisa com a Guatemala. Ao pisar no solo dessa bela cidade, fica a sensação de estarmos observando um pouco da história da cultura Maia, principalmente pela belíssima herança arqueológica e arquitetônica deixadas no território.

   O exótico nome Xunantunich vem da tradução, na linguagem dos Maias, de Mulher de Pedra, ou Mujer de Piedra em espanhol. Esse nome existe por uma lenda Maia do fantasma de uma bela mulher, vestida toda de branco, que aparecia para os nativos e tentava seduzi-los até uma caverna, próxima a El Castillo, um dos principais pontos turísticos do local. Diz a lenda que os que se rendiam ao seu encanto, nunca mais eram encontrados.

    Para chegar até o local e conhecer esse sítio Maia é possível fazer dois trajetos. A primeira opção é uma curta viagem gratuita em uma balsa no rio Mopan, que funciona até as 16:00. Partindo de ônibus das estações centrais das cidades próximas, principalmente de San Ignacio e Beque Viejo Del Carmen, o viajante deve descer na entrada do local onde pega a balsa.

     Antes da entrada da balsa, próxima a uma aldeia de San Jose Succotz, existe um centro comercial para compras belos artesanatos locais. Uma boa pedida para quem quer comprar lembrancinhas por um preço um pouco mais em conta. Fazendo o passeio dessa forma, o viajante aproveita para observar as belezas naturais do entorno do rio e pode até encontrar alguns macacos bugios no caminho, aliás, essa espécie de macacos é bem característica do país.

Xunantunich
Essa pirâmide maia impressiona pela riqueza de detalhes na sua parte central – Foto: N. Overstreet

    A segunda opção para se chegar até o local e a mais alternativa das opções, é a ida a cavalo até Xunantunich, um trajeto que tem a duração de meio dia. O preço sugerido do passeio a cavalo, com o tour pela cidade Maia já incluso, é de $48 a $72 dólares e é feito pela empresa Hannastables, uma das principais operadoras de turismo em Belize. Para quem chaga até Xunantunich sem contratar os serviços de uma operadora de turismo local, pagará cerca de $5 dólares ou R$ 20 reais para entrar nas dependências desse sítio arqueológico.

As belezas da arquitetura em Xunantunich

     A descoberta de Xunantunich pelo mundo moderno é tardia, em relação às outras cidades e territórios pré-colombianos. A arqueologia descobriu as riquezas dessa importante cidade Maia, em Belize, somente nos finais da década de 1890 e início da década de 1900, com Thomas Gann. Esse cirurgião e arqueólogo se instalou na Guatemala por seu interesse na história e cultura dessa civilização e acabou por encontrar Xunantunich e os seus tesouros.

  Desde então, Xunantunich virou um ponto forte de estudos de arqueologia dos Maias, descobrindo muitas das belíssimas arquiteturas do local e também um dos maiores jazigos mortuários construído por essa civilização. A sua demora em ser consagrado como um interessante destino para viajantes e para o turismo em geral, ocorreu por conta de seu descobrimento tardio e também pelo investimento turístico só ter acontecido a partir de 1990.

   A história dos Maias é sentida ao observar as incríveis construções e variados prédios encontrados no local. A arquitetura, com monumentos extremamente charmosos, é um dos principais pontos para quem busca um uma imersão na cultura e na cidade Maia. A visita completa à cidade de Xunantunich pode ser feita com calma em um dia, ou então, um percurso mais rápido pode ser feito em meio dia.

    Entre esses belos monumentos, um que não pode ser esquecido de maneira nenhuma em sua visita é o El Castillo. Este é o segundo maior monumento da civilização maia em Belize, com aproximadamente 40 metros de altura. Além da sua beleza estrutural grandiosa e única, é possível também a escalada até seu topo, podendo ter uma vista em 360º de Xunantunich, observando lá de cima os campos agrícolas, as aldeias dos nativos ou a divisa com Guatemala, criando uma sensação visual única.

Pirâmide Xunantunich
A grandiosa pirâmide principal do sítio arqueológico de Xunantunich vista de cima – Foto: chaacreek

   Outras partes essenciais para visitar durante o passeio são os belíssimos templos no centro do sítio e, de forma geral, as misteriosas e incríveis ruínas como um todo. Nelas, é possível conhecer muito da riqueza cultural dos antigos Maias, podendo encontrar na aldeia pontos onde ocorriam sacríficos e rituais, os centros comerciais, além de apreciar uma arquitetura sem igual.

 Clima, hospedagem e restaurantes

   O clima nesse sítio arqueológico Maia é quente, com uma temperatura média de 31º C. Então, durante a viagem, não se esqueça de usar roupas leves e protetor solar. Para curtir a sua viagem a Xunantunich, é recomendado se estabelecer em cidades próximas, principalmente San Ignacio e Benque Viejo del Carmen, tanto para pernoitar, como para encontar bons restaurante, bares noturnos e lojas de souvenires.

Seguro viagem america central 728x90

   Tanto em San Ignacio, como em Benque Viejo del Carmen, existem ótimas opções de hospedagens com preços bem acessíveis e que variam entre $8 dólares para se hospedar em hostels e $100 dólares em hotéis 4 estrelas.

   Para apreciar a culinária local ou beber algo para relaxar durante a viagem, existem muitos locais bem caseiros que servem deliciosos pratos típicos de comidas caribenhas, tal como a famosa sopa de camarões. Muitos bares oferecem ótimas cervejas locais, principalmente a Belikin crisp, considerada a prata da casa.

    Xunantunich é um sítio imperdível para os amantes de turismo arqueológico que buscam conhecer a história das civilizações que habitaram a America Latina. Por um preço bem acessível, quando comparado a outros sítios pré-colombianos, visitando Xunantunich você conhecerá parte significativa da incrível herança cultural e arquitetônica deixada pelos Maias.



Booking.com

   Por fim, em Belize existem vários sítios arqueológicos maias, tais como Altún Ha, El Caracol e um dos mais conhecidos, o sítio de Lamanai com seu famoso Templo da Máscara. Nesse país, além de conhecer importantes cidades maias, você também poderá se banhar no mar azul do Caribe, como em Cayo Ambergris, quase um paraíso terrestre.

   Se você já conhece Belize, conte-nos abaixo como foi sua experiência visitando esse país que dispõe, mesmo em um pequeno território, de infindáveis atividades para viajantes de todos os perfis e estilos. Também compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam conhecer sobre a história da civilização maia. E se ainda não conhece Belize, o que está esperando para planejar uma viagem e ir conhecê-lo?


Seguro ViagemReal Seguro

Hospedagem Booking

Passagem Aérea – Passagens Promo